sexta-feira, 30 de novembro de 2012

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Adoro esta musica junto com as imagens brutais... fico speechless

terça-feira, 20 de novembro de 2012

"Candle in the wind"


Que fazer quando a nossa vontade foi domada?

Não me perguntem porque é que quase sempre os caminhos que nos levam à escrita são momentos gerados por um percurso mais ou menos tortuoso, mais ou menos instável, mais ou menos dramático… mais ou menos...

Mas quando atingimos um patamar de … posso chamar resignação, aceitação ou quem sabe será esse estado tão almejado (pelo menos por mim): A SERENIDADE, parece que já não há muito para falar, talvez mais escutar...

A partilha, o diálogo, o monólogo dá lugar ao silêncio. Será um momento de puro egoísmo?

Não sei. Não deixa de ser estranho, calmo e estranho.

A “musa” que me inflamava tem-se vindo a desvanecer e aos poucos tenho perdido a vontade de escrever.

Não sei se é apenas uma fase… se é um sintoma de pura domesticação… se é apenas desistência…

Por vezes tenho saudades de mim. Outras não.

Creio que este Outono espelha claramente a entrada do “Outono” da minha vida. Neste momento, simplesmente, deixo a folha cair e vou-me despindo das roupas pesadas de um passado para, espero eu, poder florescer discretamente na Primavera, leve e com renovada energia.

O percurso que fazemos e todas as etapas que superamos ou não, são sem dúvida, a vida!